Ansiedade Infantil

por | dez 3, 2018

Imagine a situação: você recebeu uma ligação de um produtor dizendo que seu filho foi aprovado para um job como modelinho. Que felicidade! Mas agora seu pequeno não para de falar sobre isso, pergunta mil vezes como vai ser antes de dormir, fica ensaiando poses pra você ver e nem come direito de tanto pensar na campanha que vai fazer. Sim, isso é ansiedade! Mas calma, não é motivo pra roer unhas de preocupação.

 

A ansiedade é um sentimento como qualquer outro e tem uma função muito importante para nós, que é nos movimentar para atingirmos um objetivo. Quer dizer, sempre que ficamos ansiosos com algo nós acabamos por nos preparar melhor para aquilo que queremos. Exemplo: uma criança ansiosa por causa de uma prova vai estudar para ela, um adulto ansioso com uma reunião importante,  vai se preparar, ler e reler o que precisa apresentar. Se não nos importássemos, não nos prepararíamos e a chance de não irmos bem na prova ou na reunião seria alta…

 

Então a ansiedade, na verdade, é bem positiva, quando na quantidade certa e com o manejo correto. O problema é quando ela extrapola o nível ideal e acaba nos paralisando frente a um desafio ou nos fazendo querer fugir dele. Como quando a criança diz estar com dor de barriga ou de cabeça para não participar de um trabalhinho de escola ou uma de uma apresentação… Nesses casos, a criança vai precisar aprender a manejar a ansiedade para conseguir usá-la para o propósito dela e precisa poder contar com os adultos para auxiliá-la.

Isso é mais importante ainda quando pensamos em desenvolvimento artístico.  Ao longo desse desenvolvimento e do crescimento da criança os desafios vão ficando maiores e a ansiedade pode aumentar também. Por isso é tão importante ficarmos atentos a esse sentimento para ajudarmos nossos pequenos nesses processo.

E não podemos nos esquecer de que quando aumenta demais esse sentimento ela pode virar um transtorno de ansiedade.

 

Quando a Ansiedade vira um Transtorno

 

Os transtornos de ansiedade podem se desenvolver tanto em adultos quanto nas crianças e em alguns casos se manifesta devido ao ambiente e rotina dos pequenos.

Segundo a psicóloga Solange Reinert, alguns sinais são fundamentais para o diagnóstico: Distúrbios do sono, (dificuldades em adormecer ou sono agitado), enurese noturna (xixi na cama), irritabilidade, agitação, fadiga, medo, crises de choro, incapacidade de lidar com as tarefas da vida diária, dificuldades na aprendizagem e complicações na socialização.

Nos casos de transtornos de ansiedade infantil a terapia é realizada de modo diferente, onde também são utilizadas atividades e ferramentas lúdicas. E métodos que levem a criança a experimentar novas maneiras de pensar e agir em situações que lhe causam ansiedade.

É importante aos pais e cuidadores ficarem atentos aos sinais, idade e a fase pela qual a criança está passando. Se for identificado que em diversas situações esses sinais se manifestam diferente do esperado, não rotule a criança sem antes buscar um profissional para verificar a recorrência desses episódios.

 

Contribuição:

 

Querem mais dicas sobre como ajudar os seus pequenos artistas a lidar com a Ansiedade? Entre em contato conosco!

 

Entre em contato!

14 + 8 =

 

Nosso principal objetivo e auxiliar os pais a descobrir e incentivar o talento de seus filhos. E também ajudá-los a entender como funciona o mercado de produções artísticas!